Tag Archives: poesia

Olvidamente (Bônus: interpretação por João Luiz Vieira)

Estive constipado… Simulava um espasmo Enquanto enxugava o sangue Do chão da sala. Aparentemente tudo parecia bem. Aparentemente. Afinal, eu sorria em todas as fotos. Um lenço encharcado resistia, Faltavam… Read more »

Participação especial: Revista Parênteses #8

Hoje é o dia da minha estreia na Revista Parênteses, mas desta vez sem nenhum texto. Apresento a vocês o meu ensaio fotográfico. Está na página 56, coincidentemente o ano de lançamento do… Read more »